Ocupa brasilia 2 - capa

Postado em 22 de fevereiro de 2018 Por Em Brasil, Destaque, noticias, Notícias, Santa Catarina E 154 Views

Movimentos sindical e social barram votação da Reforma da Previdência

Greves gerais, paralisações, vigílias foram ações que movimentaram de forma incessante os anos de 2016 e 2017 dos movimentos sindical e social brasileiros. O resultado da pressão popular está na suspensão da votação da PEC 287 (Reforma da Previdência), o governo golpista de Temer recuou ao não conseguir os 308 votos necessários para a aprovação da medida.

É vitória dos trabalhadoras e trabalhadores que não fugiram a luta e ocuparam praças e avenidas em manifestações, trocaram dias de trabalho para defender o direito de uma aposentadoria digna. Essa conquista é importante, pois reflete que a mobilização dos trabalhadores é um poderoso artificio na luta contra a retirada de direitos. Os trabalhadores da saúde e os movimentos catarinenses em defesa da aposentadoria participaram deste momento histórico e significativo para a conquista de direitos,a Fetessesc que sempre esteve nesta luta os parabeniza!

Apesar da suspensão da votação da PEC 287, o governo irá tentar aprovar pontos da Reforma de forma segmentada. Entenda mais: https://www.youtube.com/watch?v=xRPb5OyhkpQ

Michel Temer também anunciou uma agenda de retrocessos que será prioritária para o governo nos próximos meses. Foram 15 projetos anunciados:

1. Reforma do PIS/Cofins

2. Autonomia do Banco Central

3. Marco legal de licitações e contratos

4. Nova lei de finanças públicas

5. Regulamentação do teto remuneratório

6. Privatização da Eletrobrás

7. Reforma de agências reguladoras

8. Depósitos voluntários no Banco Central

9. Redução da desoneração da folha de pagamento

10. Plano de recuperação e melhoria empresarial das estatais

11. Cadastro positivo

12. Duplicata eletrônica

13. Regulamentação dos distratos (desistência da compra de imóveis na planta)

14. Atualização da Lei Geral de Telecomunicações

15. Extinção do Fundo Soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *