campanha cnts

Postado em 28 de setembro de 2018 Por Em Acordos Coletivos, Brasil, Destaque, noticias E 35 Views

CNTS lança campanha pelo voto consciente

Nesta reta final de campanha e tendo como pano de fundo o índice de parlamentares que buscam a reeleição, a CNTS alerta sua base sindical para a necessidade do Voto Consciente, de forma a mudarmos o cenário atual, voltado aos interesses do capital.

Recessão, milhões de desempregados, custo de vida nas alturas, juros estratosféricos, restrições ao crédito resultam de uma economia em frangalhos para o povo e promissora para o mercado financeiro. Este é o retrato do retrocesso do país. A saúde foi uma das primeiras e mais desastrosas medidas adotadas pelo atual governo, com o novo regime fiscal (EC 95/2017), que congela e reduz os investimentos sociais por 20 anos. A Emenda inviabiliza os princípios da acessibilidade, universalidade e integralidade do SUS.

Com o desmonte das políticas sociais, um dos efeitos nefastos da política econômica adotada, cerca de 40% de crianças e adolescentes vivem em situação domiciliar de pobreza, o que representa 17,3 milhões de jovens. A falta de aumento real do salário mínimo jogou o Brasil de volta no limbo da desigualdade e da injustiça social. Entre 2016 e 2017, a pobreza extrema aumentou 11,2%. Nessas condições, o Brasil pode retornar ao Mapa da Fome.

ode retornar ao Mapa da Fome. Segundo especialistas, o aumento da pobreza extrema está relacionado, principalmente, ao aumento do trabalho informal. As alterações decorrentes da reforma trabalhista, sancionada como Lei 13.467/2017, liquidaram com a proteção ao trabalho e interferiram negativamente nas relações de trabalho e enfraquecimento, senão extinção, do movimento sindical. Para atender reivindicação antiga do empresariado, a Lei ataca direitos conquistados há mais de 70 anos. A taxa de subutilização da força de trabalho, que inclui os desempregados, pessoas que gostariam de trabalhar mais e aqueles que desistiram de buscar emprego, alcança 27,7 milhões de pessoas.

A vanguarda do retrocesso está na destruição da Previdência pública no país. Se aprovada, a reforma proposta impedirá o direito à aposentadoria para milhões de trabalhadores brasileiros. O ataque é mais duro contra as mulheres e os trabalhadores rurais, mas afeta a todos, com a imposição de idade mínima e tempo de contribuição. As privatizações e desmonte dos bancos públicos também constam da agenda. E tudo acompanhado do entreguismo na política externa.

Retrocessos aprovados pelo Poder Legislativo e chancelados pelo governo são frutos da baixa representação da bancada sindical em relação à bancada de empresários no Congresso Nacional. A avaliação do Diap é de que, neste pleito, o número de candidatos à reeleição tende a ser sete vezes maior que a média histórica, especialmente pela necessidade de manter o foro privilegiado para fugir de eventuais punições pela prática de crimes. É fundamental que os movimentos sociais unam esforços para aumentar a representação no Congresso, sob pena de ampliação dos retrocessos.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde – CNTS, em campanha pelo Voto Consciente, vem alertar para os riscos de mais retrocessos nos próximos anos, como a extinção de direitos sociais pela reforma previdenciária. Precisamos eleger parlamentares e governantes que assumam as bandeiras da classe trabalhadora. Destacamos que, para que os trabalhadores vejam suas pautas incorporadas pelos governantes e pelas casas legislativas, nas instâncias federal e estadual, é necessário votar com consciência em pessoas que defendam os mesmos ideais.

Como representante da imensa classe trabalhadora da área da saúde, a CNTS tem o dever e a responsabilidade de orientar a categoria e a sociedade no sentido de elegermos pessoas comprometidas com as causas sociais e com a construção de um país justo e soberano. A Fetessesc, como entidade de defesa e de luta pelos direitos dos trabalhadores, entende a importância da campanha e compartilha os materiais pelo Voto Consciente produzidos pela CNTS.

27e94f0c-9513-4905-8a0a-8b25ea358980

4659069b-c44d-46d2-8bdd-ff68f275b180

c9ced75e-ca2f-4a37-bb5c-eb8187f5cd44

fd6083d6-8873-46d1-a983-730602285c4e

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *